sábado, 28 de janeiro de 2012

Deveria chamar-te claridade pelo modo espontâneo, franco e aberto com que encheste de cor meu mundo escuro…

Não é porque meus pais o adoram, que ele seja católico ou bom filho, quem sabe um bom pai, com um futuro cheio de expectativas pela frente.
Ele injetou doçura nas minhas veias, quebrou todas as minhas defesas, assim, de graça.
Tinha que acontecer justo comigo. Justo quando eu decido suspender todas as doses homeopáticas de auto piedade disponível no fundo da minha caixa de pandora.
Justo quando eu tava tão intensa, intensa, maldita.
Justo quando eu pisoteei a criança louca e sem limites, rainha de imensos castelos de areia e sonho.
Justo depois de tantos sentimentos sucateados, ele junta meus pedaços e cola minha vida, memória a memória, com cada beijo.
Justo quando eu já não me julgava digna de felicidade, ele vem e me diz que quer ser o pai dos meus filhos. Justo?
Ele me faz querer ter várias fotos dele pelo meu quarto, me faz querer ouvir músicas antigas.
Ele me faz querer dividir o meu dia, a minha cama, os meus pensamentos.
Ele me faz querer somar o meu cheiro ao dele, faz o meu coração ficar tão apertado de saudade, que sufoca.
Com tantos defeitos, tantas marcas, tantas feridas expostas, ele vem e me diz que tem a cura.
Justo quando eu deixei de me cuidar, ele quis cuidar de mim.
O mundo tá estupidamente mais bonito agora.

Lirian Galinari

.

(Título do texto: Vinícius de Moraes)


Pra você guardei o amor;

Ele não é só um cara...
Esse sim, esquenta as suas mãos e escuta os seus impropérios e gracinhas com o mesmo apego. 
Ele não te deixou apodrecendo ali onde você não pudesse incomodar. 
Ele é diferente de tudo o que é errado em seu mundo e em outros mundos.
Você diria que ele salvou sua vida se não soasse tão dramático. 
Ele não faz planos ou promessas, só surpresas, te ensinou a gostar de surpresas.
 Ele é diferente. 
Ele não é só um cara.Ele te ouve como se te entendesse, fala como quem soubesse o que dizer e não diz nada muitas vezes, porque ele entende os silêncios. 
Ele existe.
 Você sabe que seriam bons amigos, bons parceiros, bons inimigos, mas você prefere ser a garota dele.
E sabe que serão importantes na história um do outro para sempre, independentemente de tudo que estiver pra acontecer. 
Porque ele não é só um cara. Você não quer mais só um cara. 
E ele é tudo que você quer hoje.

(Tati Bernardi)

.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

21.01.2012;


“Não importa quanto vai durar - é infinito agora”
(Caio Fernando Abreu)

.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Todas as coisas do mundo;

"Me sinto amando. Me sinto feliz. 
Tá na minha cara, tá no meu sorriso, tá na minha playlist, tá no meu livro de cabeçeira.
Tá nas coisas mágicas que aprendo todos os dias."

Lirian Galinari

.


''Dentro da igreja, ajoelhe-se. No estádio de futebol, grite pelo seu time. 
Numa festa, comemore. Durante um beijo, apaixone-se. 
De frente para o mar, dispa-se. 
Reencontrou um amigo, escute-o.
                                  Ou faça de outro jeito, se preferir: dentro da igreja, escute-O. 
Durante um beijo, dispa-se. 
No estádio de futebol, apaixone-se.
 De frente para o mar, ajoelhe-se. 
Numa festa, grite pelo seu time. 
Reencontrou um amigo, comemore.
Esteja, entregue-se.''

(Martha Medeiros)

.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Vinho branco levemente gelado;

"Não quero ser feliz. Quero você de volta pra mim. Eu quero cozinhar alguma coisa enquanto você espera de pernas pro ar, com seus vestidinhos frescos, bebendo um vinho branco levemente gelado. Quero fazer amor contigo no sofá e descansar em paz na nossa cama santa. Quero te beijar a meia-noite. Todas as meia-noites. Quero não ser mais este especialista tosco no quesito vida desperdiçada. Quero, depois de tanto tempo, um ano novo."
(Gabito Nunes)


.

sábado, 14 de janeiro de 2012

Puxando a sardinha para o próprio time;

Namore uma garota que gasta seu dinheiro em livros, em vez de roupas. Ela também tem problemas com o espaço do armário, mas é só porque tem livros demais. Namore uma garota que tem uma lista de livros que quer ler e que possui seu cartão de biblioteca desde os doze anos.
Encontre uma garota que lê. Você sabe que ela lê porque ela sempre vai ter um livro não lido na bolsa. Ela é aquela que olha amorosamente para as prateleiras da livraria, a única que surta (ainda que em silêncio) quando encontra o livro que quer. Você está vendo uma garota estranha cheirar as páginas de um livro antigo em um sebo? Essa é a leitora. Nunca resiste a cheirar as páginas, especialmente quando ficaram amarelas.
Ela é a garota que lê enquanto espera em um Café na rua. Se você espiar sua xícara, verá que a espuma do leite ainda flutua por sobre a bebida, porque ela está absorta. Perdida em um mundo criador pelo autor. Sente-se. Se quiser ela pode vê-lo de relance, porque a maior parte das garotas que leem não gostam de ser interrompidas. Pergunte se ela está gostando do livro. Compre para ela outra xícara de café.
Diga o que realmente pensa sobre o Murakami. Descubra se ela foi além do primeiro capítulo da Irmandade. Entenda que, se ela diz que compreendeu o Ulisses de James Joyce, é só para parecer inteligente. Pergunte se ela gosta ou gostaria de ser a Alice.
É fácil namorar uma garota que lê. Ofereça livros no aniversário dela, no Natal e em comemorações de namoro. Ofereça o dom das palavras na poesia, na música. Ofereça Neruda, Sexton Pound, cummings. Deixe que ela saiba que você entende que as palavras são amor. Entenda que ela sabe a diferença entre os livros e a realidade mas, juro por Deus, ela vai tentar fazer com que a vida se pareça um pouco como seu livro favorito. E se ela conseguir não será por sua causa. É que ela tem que arriscar, de alguma forma.
Minta. Se ela compreender sintaxe, vai perceber a sua necessidade de mentir. Por trás das palavras existem outras coisas: motivação, valor, nuance, diálogo. E isto nunca será o fim do mundo.
Trate de desiludi-la. Porque uma garota que lê sabe que o fracasso leva sempre ao clímax. Essas  garotas sabem que todas as coisas chegam ao fim.  E que sempre se pode escrever uma continuação. E que você pode começar outra vez e de novo, e continuar a ser o herói. E que na vida é preciso haver um vilão ou dois.
Por que ter medo de tudo o que você não é? As garotas que leem sabem que as pessoas, tal como as personagens, evoluem. Exceto as da série Crepúsculo.
Se você encontrar uma garota que leia, é melhor mantê-la por perto. Quando encontrá-la acordada às duas da manhã, chorando e apertando um livro contra o peito, prepare uma xícara de chá e abrace-a. Você pode perdê-la por um par de horas, mas ela sempre vai voltar para você. E falará como se as personagens do livro fossem reais – até  porque, durante algum tempo, são mesmo.Você tem de se declarar a ela em um balão de ar quente. Ou durante um show de rock. Ou, casualmente, na próxima vez que ela estiver doente. Ou pelo Skype.

Vocês escreverão a história das suas vidas, terão crianças com nomes estranhos e gostos mais estranhos ainda. 
Ela vai apresentar os seus filhos ao Gato do Chapéu [Cat in the Hat] e a Aslam, talvez no mesmo dia. Vão atravessar juntos os invernos de suas velhices, e ela recitará Keats, num sussurro, enquanto você sacode a neve das botas.
Você vai sorrir tanto que acabará por se perguntar por que é que o seu coração ainda não explodiu e espalhou sangue por todo o peito. 
Namore uma garota que lê porque você merece. Merece uma garota que  pode te dar a vida mais colorida que você puder imaginar. Se você só puder oferecer-lhe  monotonia, horas requentadas e propostas meia-boca, então estará melhor sozinho. Mas se quiser o mundo, e outros mundos além, namore uma garota que lê.
Ou, melhor ainda, namore uma garota que escreve.
(Tradução e adaptação – Gabriela Ventura)

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

A face menos luminosa;


"Nunca fui como todos, nunca tive muitos amigos, nunca fui favorita, nunca fui o que meus pais queriam, nunca tive alguém que amasse, mas tive somente a mim, a minha absoluta verdade, meu verdadeiro pensamento o meu conforto nas horas de sofrimento, não vivo sozinha porque gosto e sim porque aprendi a ser só…
(Florbela Espanca)

A garota que tinha desejos;

Ela, como toda pós adolescente retardada, ainda sonhava com um amor pra toda vida.
Ela sonhava com a cara perfeito (a sua maneira), que soubesse tocar violão, que desenhasse bem, usasse all star, deixasse ela de vez em quando e só de vez em quando ser o Player 1 dos games, que ele a amasse e que se tornasse um bom pai.
Tão pisoteada e cansada de todos os seus sentimentos barateados em prateleiras empoeiradas, rezados em longas preces silenciosas.
Ela achava que tinha o direito de querer alguém.
Afinal, ela era bonita, inteligente, engraçada e um nível duvidoso de humildade. Não era o que todos queriam?
Não era o suficiente.
E mais uma vez, de uma vez por todas, como a última vez, ela rotulou mais um sentimento pra colocar na estante, ilustrado com belos dias de sol a dois e sorrisos apertados, encaixado no arquivo de casos sem solução.

Lirian Galinari

.

You know that I can use somebody, Someone like you;



"E quando eu vi, tinha acontecido: juntei meu coração de band-aid ao dele, de bandido."

Lirian Galinari 

.

(Título: Kings of Leon)

Imperfeita, como só eu sei ser;

"E o que fazer quando até ser imperfeito exige certa habilidade?"

Lirian Galinari

.

"E quanto aqueles que tem o poder de me arrancar risos e palavras doces?
Que tenham vida longa e que sejam iluminados pela prece mais valiosa do meu coração."


Lirian Galinari 

.

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Linus, sempre tão sábio;


“Mas se ainda existir dentro de você alguma esperança, eu preciso demais que você me abrace e me faça sentir aquilo novamente.  É fácil, basta você querer, eu ainda quero tanto.”
(Tati Bernardi)

.

A falta que a falta faz;

"E nada vai desmerecer tudo que ainda somos
toda a certeza que supomos."

(Jay Vaquer)

.

Meu desejo é você, sempre.

domingo, 1 de janeiro de 2012

E 2012?

Que seja doce.

Que seja doce.

Que seja doce.

Que seja doce.

Que seja doce.

Que seja doce.

Que seja doce.

Repito sete vezes para dar sorte.

(Caio F.)