terça-feira, 3 de maio de 2011

 Hoje eu estou desolado e não tenho razões para mentir, e vivo da minha desolação o meu processo de continuidade, porque se eu nego o sofrimento que me ataca, ele nunca vira arte dentro de mim.  Padre Fábio de Melo
“Me mande mentalmente coisas boas.
 Estou tendo uns dias difíceis, mas nada, nada de grave.
Dias escuros sem sorrisos, sem risadas de verdade.
 Dias tristes, vontade de fazer nada, só dormir.
Dormir porque o mundo dos sonhos é melhor, porque meus desejos valem de algo, dormir porque não há tormentos enquanto sonho, e eu posso tornar tudo realidade.
Quando acordo, vejo que meus sonhos não passam disso, sonhos; e é assim que cada dia começa: desejando que não tivesse começado,
desejando viver no mundo dos sonhos,
ou transformar meu mundo real num lugar que eu possa viver,
não sobreviver.”

(Caio Fernando Abreu)

.



Nenhum comentário:

Postar um comentário