terça-feira, 19 de abril de 2011

Para Laura/Luísa/Catharina Galinari;



"Paguem o preço que for, não abro mão de nada do que quero para mim.
Não abro mão de nada que possibilite a mais breve e minuscula chance de felicidade,
de qualquer coisa que me soe a chance de um novo amor chegar.
Não me fecho.
Me abro “como um brilhante que partindo a luz, explode em sete cores, revelando então os sete mil amores, que eu guardei somente pra te dar...”



 

(Cáh Morandi)
 
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário