domingo, 19 de dezembro de 2010

Você foi a minha maior perda. De tempo.
E no final eu queria que tudo, de alguma forma mágica e inumana, fizesse sentido.
Mas eu era imatura, apressada, cheia de planos.
E você media seus dias no que se era capaz de viver.
Eu não pude suportar, mas sim, sinto saudade.

Lirian Galinari

.

3 comentários:

  1. Acho que o palpite de cima não foi feliz, não, não foi. =p

    ResponderExcluir
  2. Sim, tô com saudade, cabeça de batata!

    ResponderExcluir