sábado, 30 de outubro de 2010

Fênix;

Cosmic_love_by_breaking_the_habitt_large
Agoniza virgem Fênix
O amor!
Entre cinzas arco-íris
Esplendor!
Por viver às juras
De satisfazer o ego mortal...

Coisa pequenina
Centelha divina
Renasceu das cinzas
Onde foi ruína
Pássaro ferido
Hoje é paraíso...

(Flávio Venturini e Jorge Vercilo)



Uma das minhas favoritas.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário