sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Porção de coisas;


Há uma porção de coisas minhas que você não sabe, e que precisaria saber para compreender todas as vezes que fugi de você e voltei e tornei a fugir.
 São coisas difíceis de serem contadas,
 mais difíceis talvez de serem compreendidas — se um dia a gente se encontrar de novo,
em amor, eu direi delas, caso contrário não será preciso.
 Essas coisas não pedem resposta nem ressonância alguma em você: eu só queria que você soubesse do muito amor e ternura que eu tinha — e tenho — pra você.
Acho que é bom a gente saber que existe desse jeito em alguém, como você existe em mim.


 

Caio Fernando Abreu
 
.
 

2 comentários:

  1. Tem um tempo que eu acompanho o seu blog
    e espero que você continue postando esses trechos tão interessantes! :D

    Eu só pesso que você fale o nome do titulo das cronicas de Caio Fernando Abreu que VOCE TIRA OS TRECHOS
    vlw ae bjs

    ResponderExcluir
  2. Desculpa, Maria Luiza... só li seu comentário agora!
    Bom, eu tiro de outros sites ou blogs aleatórios, mas se eu souber, deixo sim o título.

    ResponderExcluir