terça-feira, 28 de setembro de 2010

Palpite;

"Não tenho bons palpites.
Aliás, meus palpites são tão péssimos quanto foram a maioria das minhas escolhas.
A gente paga por ser diferente.
Irracionalmente, incontrolavelmente e sentimentalmente diferente.
Portanto, escolhemos de forma diferente cada pegada deixada no asfalto.
Assim, não palpito sobre mais nada.
 Deixo apenas o coração palpitar."

.


Nenhum comentário:

Postar um comentário