sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Para Tassia;


"E então, ela costurou as suas asas quebradas, respirou fundo, fechou os olhos e se jogou...
Ela estava numa altura absurda, mas não recuou em nenhum momento
 — ela já tinha adiado isso fazia tempo —
e nem teve medo do que encontraria pela frente em seu caminho, um caminho sem promessas, dali em diante, mas com suavidade espalhada por todos os cantos.
 Ela só queria viver uma realidade tão bela quanto os seus mais doces sonhos.
 Não, ela não era nenhuma boba alienada, muito menos hipócrita, tinha os pés no chão, a cabeça dela é que voava muito...
 Era uma sonhadora!"



(Pérola Anjos)
 
Porque a Tassia é Mara!
 
.
 

Um comentário:

  1. Véeei! quer me fazer chorar?
    Ja falei que amo isso aqui né? Muito bom ter te conhecido, te ter por perto e aprender com vc! Fico feliz em saber que vc me vê apesar dos pesares, da minha rispidez, falta de paciência... A cada dia eu tento, melhorar, ser menos intensa, não desejar que os outros tenham os mesmos princípios que os meus: compreendê-los em suas diferenças, portanto. Mas assim como um animal na selva, que se protege do desconhecido e de quem lhe ameaça, eu cresci na selva! O bom é descobrir, às vezes só no olhar, que a doçura existe sim e que vale a pena ser, não menos eu, mas sim um novo eu. Vale a pena quando penso que minha selvageria não me permita descobrir e ver as coisas/pessoas lindas da vida...
    Você é linda!

    ResponderExcluir