segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Para Tassia 2;

Dizem que uma alma especial reconhece outra alma especial instantaneamente.
Acho que foi assim.
Acho que tudo que é verdadeiro, comparado ao mundo de hoje, é extraordinário!
Acho que por isso você cresceu aos meus olhos, menina.
É covinha no sorriso, é palavra engraçado, é gesto desenfreado, é dose de ódio e loucura.
É manso, é riso, é coisa nova, coisa boa.
Você, menina, não é pedaço de espelho, caco de vidro: frágil, falso, pequeno, comum.
Você é diamante: bruta, pura, linda e inquebrável.
Sua fragilidade não quebra, sua fé não quebra.
Alma de anjo, asas de aço.


Para minha branquela favorita.

Um comentário: