sábado, 24 de julho de 2010

Pura e simples verdade;

Prefiro reconhecer com o máximo de tranquilidade possível que estou só do que ficar à mercê de visitas adiadas, encontros transferidos...



Caio Fernando Abreu

.



A gente se apertou um contra o outro.
A gente queria ficar apertado assim porque nos completávamos desse jeito, o corpo de um sendo a metade perdida do corpo do outro.



Caio Fernando Abreu

.


quinta-feira, 22 de julho de 2010

I Epístola aos Coríntios;

Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos
Sem amor, eu nada seria...


(8)

Arrogante, boba, chorona e ciumenta.
Ela tinha todos os requisitos para ter o meu coração em suas mãos.

Lirian

.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

All I need is you;


Eu sou invisível, foi assim que sempre todos me enxergaram: invisível cor-de-vento.
Ai vem você e me enxerga cor-de-céu, mas isso não é justo, tem outra menina que te enxerga cor-de-amor-eterno e eu não posso interromper isso, não posso roubar isso dela.
Ela sonha com amor, mansão e um casal de filhos.
Meus sonhos são baixinhos e modestos, dolorosos até.
Então eu deixo você ir cuidar dela, ela não pode se machucar.
Eu sou uma ferida aberta, sou uma missão impossível para tudo que exige carinho e compostura.
Eu preciso de você, mas ela precisa muito mais do que eu.
Eu tô acostumada a sofrer, levar a vida chutando pedrinha e pensamento na rua.
Amor é isso quando a gente compreende, a gente cede só pra ver o outro feliz, mesmo que custe a nossa dor.
A dor já  é anestesia própria.

Lirian

.


O amor é;

 Amor é beijo molhado de chuva, sem muita importância;
amor é mensagem de celular de uma madrugada de quarta;
amor é segredo, é mistério, é cumplicidade;
amor é saudade, é choro com soluço; é briga por bobagem;
amor é calor do abraço, abrigo no ombro, amigo do peito;
amor é felicidade boba, ocasional, pensamento bonito;
amor é egoísta, é protetor, é coisa incerta,
amor é surpresa no meio do cotidiano sem cor.

Lih

.

sábado, 17 de julho de 2010

Tudo que eu espero;


Eu esperei o tempo todo por uma fórmula mágica, um alguém, um acontecimento que me salvasse de quem eu sou.
A espera é a peleja mais insensível que se pode ter.
Espera-se das pessoas, dos sentimentos, do mundo.
E não há amigo, cartomante, porre ou dia nublado que mude isso, ninguém assume a pele do outro pra se sentir dominado pela ansiedade não domada.
Esperança é o sentimento mais imbecil, vulnerável e bonito que podemos ter.
E sempre, sempre temos.

Lirian
 
.
 

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Aqui vai (...);

... um post sincero.
Dizem que o que mais admiramos nos outros é o que não enxergamos em nós.
 Talvez.
Eu amo a sinceridade das pessoas, a capacidade de assumir medos, fragilidades, dizer aquilo que se passa no coração e na cabeça sem temer represálias.
 Admiro mesmo.
Por mais que essa sinceridade me magoe, há uma diferença entre a verdade usada para construir e a verdade que se usa para ferir e destruir.
A intenção que mora nela é o que determina.
Talvez porque às vezes ou quase sempre, ou sempre mesmo, eu tenha medo do que sinto, minhas frases são uma tradução do meu medo, é o que se aproxima da minha verdade, da minha sinceridade. Tá ae!



Ninguém consegue perceber
E de pensar nisso tudo
Eu, homem feito
Tive medo
E não consegui dormir...

.


terça-feira, 13 de julho de 2010

Caio também concorda;

Nada me inspira mais a escrever, do que minha própria dor.
E tenho dito.


Lirian

.

Essas pessoas infantis;

"Separei-me de minha esposa porque ela era terrívelmente infantil.
 Uma vez, eu estava a tomar banho na banheira, e ela afundou todos os meus barquinhos sem nenhum motivo aparente".

(Woody Allen)
 
.
 
 

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Arco-íris particular;


"Deveria chamar-te claridade
Pelo modo espontâneo
Franco e aberto
Com que encheste de cor meu mundo escuro..."

 
(Vinicius de Moraes)
 
.
 

Tão bonitinho;


Tenho vontade de perguntar baixinho: você não gosta nem um pouquinho de mim? Nem sequer um tiquinho?
 Olha só: eu tenho os dedinhos do pé bem estranhos.
 Eles não são absurdamente merecedores de amor?



Tati Bernardi

.
 

Que seja verdade;

"As pessoas são mais imprevisíveis para o bem do que para o mal, por isso nunca canso de viver."

Inês Pedrosa, yeah!


.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Poeta anarquista;

20 anos sem você, Cazuza.

Cantando a gente inventa.
Inventa um romance, uma saudade, uma mentira...
Cantando a gente faz história.
Foi gritando que eu aprendi a cantar:sem nenhum pudor, sem pecado. Canto pra espantar os demônios, pra juntar os amigos.
Pra sentir o mundo, pra seduzir a vida.





Sempre!

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Eu não queria esforços, rosas ou um "eu te amo, princesa" a cada cinco minutos.
Eu queria que ele tocasse o meu ombro e dissesse: "Tô aqui. Conta comigo."
Bem assim, simples e grátis.

Lirian

.

domingo, 4 de julho de 2010

Morena;



E eu me lembro
De nós dois juntos deitados na sua cama
Minha camisa te servia de pijama
A gente ria sem parar, pensava em se casar
E aquele beijo lá pro fim de julho
Se fez silêncio em meio a tanto barulho
Eu sei que errei e me arrependo, mas te juro
Não vou viver se não te namorar

A música e o vídeo são umas gracinhas!

.


"Eu quis tanto ser a tua paz, quis tanto que você fosse o meu encontro. Quis tanto dar, tanto receber. Quis precisar, sem exigências. E sem solicitações, aceitar o que me era dado. Sem ir além, compreende? Não queria pedir mais do que você tinha, assim como eu não daria mais do que dispunha, por limitação humana. Mas o que tinha, era seu. "



(Caio)
 
.
 

Carta de um anjo;


Na verdade
minha vontade é de voar por ai
fazendo aquilo tudo que eu nao consegui
por ter fracassado ou então desisti
então já sabe
se um dia desses me encontrar por ai
voando lá no alto que é pra nao cair
só volto pro chão se você me impedir
que é pra ver se eu fico bem
nesse céu que me faz bem
a saudade e o peito invade
vim
aquela brisa tava me chamando
me convidando a voar por ai
sou passarinho que não sai em bando
por onde eu ando só você vai seguir
teu lugar ta guardado no céu

(Falamansa)

.


sexta-feira, 2 de julho de 2010

(:


Era simples e bonito
como todo sorriso de amor sincero deve ser.

Lirian

.

Uma dose de amnésia, por favor;

E eu saí por aí, fui rasgar o véu da noite.
Bebi, dançei, gargalhei abraçada às minhas amigas, chutei os sapatos para o ar na madrugada do escuro da sala com a maquiagem toda borrada, naquele rímel que virou blush.
Eu não poderia deixar de festejar a sua partida. Sim, festejei.
O fim de um amor banal merece festa, com direito a brinde ao idiota que estragou sua vida até próximo príncipe encantado maldito.
Sal, limão, tequila e aquela dose de amnésia.
E estamos prontos pra outra, não é coração?

Lirian

.


quinta-feira, 1 de julho de 2010


E a gente vivia num mundo especial.
Não havia tempo, regras, horários ou cotidiano pintado de cinza.
Um vivia no coração do outro.
Isso bastava pra gente ser feliz.
Não bastava?

Lirian

.