sexta-feira, 11 de junho de 2010

"Na maior parte do tempo eu procuro me esquecer, me esquivar
dessa presença irritante e insolúvel que teu cheiro deixou nos meus móveis.
Vou ouvir outros discos, gostar de outros doces, namorar outros caras.
Quem sabe assim a gente fique bem, ou eu fique bem, não sei ao certo.
Apesar de ainda sentir saudade daqueles diálogos silenciosos que a gente tinha
no olhar."

Lih Galinari

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário