segunda-feira, 31 de maio de 2010

Para eu mesma;

Acho que há um momento em que tudo cansa.
Dessa vez não me refiro ao cansaço físico ou mental.
Se trata de um cansaço espiritual, emocional, que dá de tanto a gente amar errado.
 (Se é que amar foi errado alguma vez na vida).
Eu sei disso, mania que a gente tem de maltratar a nossa alma, enche-lá desse egoísmo ou desse amor pedinte.
Cansaço de pessoas que se vão, de pessoas que brincam com os sentimentos mais sinceros.
Cansaço de quem usa, de quem joga, de quem humilha, de quem desilude tudo que é bom.
Cansaço de gente feia por dentro, porque eu acho que é assim... quanto mais linda por fora mais feia por dentro.
Cansaço dessas pessoas que fizeram do amor um circo de horrores.
Acho que de tanto pensar e amar assim, desse meu jeito mulher, escritora, menina e sonhadora
eu deixo morrer essas pessoas, que é pra não sofrer pela morte do amor. Essa sim é uma dor irreparável.
Que Deus me tire essas pessoas, mas nunca a capacidade de amar. Independente do idiota que eu ame naquele mês.
Deus me entende, não me fez especial à toa.
Não quero embrutecer a coisa mais linda que fui capaz de sentir, por cansaço emocional algum.
Paz, serenidade e um copo de refrigerante, é tudo que eu preciso pra não embrutecer.
Não lutei pela minha sobrevivência pra desistir de amar agora.


Lih Galinari

.


sábado, 29 de maio de 2010

Criei um certo pavor, desde pequena, de ver animais enjaulados e homens presos.
Pavor maior foi o de me deparar com minhas prisões emocionais e vacilantes.
A ideia de prisão nunca trouxe felicidade.
 Que o diga Rapunzel.
Eu crio certas prisões escuras e imundas onde tento refugiar um certo modo de sofrer, guardo lá todas as dores e rancores, brutalmente trancafiados aqui e ali, nos grilhões que dediquei para a fadiga do meu amor tão maltratadinho.


.


segunda-feira, 24 de maio de 2010

(Im)perfeição;


"Tem gente que passa a vida em busca dessa vasta e complexa (e burra, burra sim!)
 ideia (no meu mundo perfeito, por exemplo, ideia voltaria a ter acento) de perfeição.
Eu não, confesso.
Gosto mesmo dos defeitos, dos doces pecados perdoáveis.
Cada defeito carrega em si uma marca, um aviso.
 É o que nos torna diferentes, interessantes.
A perfeição nos transforma em seres iguais, equivalentes, monocromáticos.
Chato pensar em todo mundo inteligente, perfeitinho, bonitinho, arrumadinho.
Não?
Aquilo que nos torna mais humanos é o que nos torna mais divinos."

Lirian

.

P.siu: um beijo para Luana

.


domingo, 23 de maio de 2010

Sem título mesmo;

"Você com suas regras e eu com as minhas exceções.
E a gente nesse jogo inconfessável."


Lih Galinari

.


quinta-feira, 20 de maio de 2010

Doação de sentimentos;


Acho que merecemos uma vida toda nova.
 Sim, esquecer, limpar, doar, livrar toda espécie de sentimento mal tratado e mal educado que deixaram em nós.
Acho justo, acho digno, acho válido.
Nos acostumamos a servir de alimento para o ego das pessoas pobres e ausentes de espírito bom e coisas que nos acrescentem, que nos cresçam.
Te desejo fé e força para que trilhe esse novo caminho comigo, ou fé e força para que eu trilhe sozinha.
Mas ainda assim, fé e força

Lirian Galinari

.


terça-feira, 18 de maio de 2010

É sempre assim;



 
"Toda mulher feliz e equilibrada deixa saudades.
 Mas eu não queria.
Eu só queria amar alguém, com toda a tristeza e desequilíbrio que vem junto com isso, e continuar deixando saudades.
Quando dizem que namoro ou casamento ou qualquer relacionamento mais sério não pode dar certo, eu discordo.
O que definitivamente não dá certo, ao menos para mim, é se apaixonar. Agora, que graça tem fazer qualquer coisa da vida sem estar apaixonada?
Ô vidinha filha da puta. "


 
(Tati B.)


sexta-feira, 14 de maio de 2010

Onde queres um canto, o mundo inteiro;


.


 Onde queres o ato eu sou o espírito, e onde queres ternura eu sou tesão
Onde queres o livre decassílabo, e onde buscas o anjo, eu sou mulher
Onde queres prazer sou o que dói, e onde queres tortura, mansidão
Onde queres o lar, revolução, e onde queres bandido eu sou o herói

.

Ah, bruta flor! Bruta flor!

(Caetano)

.


Beijo =*

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Trecho;

"Me identifico com todas as dores do mundo.
E também com todas as coisas pequenas, bobas, sutis, alegres e ocasionais."


Lirian

.