domingo, 28 de março de 2010

Enquanto você estiver;


"Como aquele sótão empoeirado onde guardamos brinquedos quebrados, recortes antigos de jornais e algumas lembranças. Eu não quero colocar meu coração lá, não me deixa fazer isso, por favor.
Eu quero saber que vamos rir mais, brincar mais, dançar mais, amar mais.
Cometer todos esses pecados próprios do coração. Deus perdoa. Ele sabe que eu te amo, Ele sabe que é finito e que um dia Ele vai me tirar de você.
O que eu posso fazer além de gostar tanto de você até onde meu pequeno e remendado coração agüenta?
Eu quero aproveitar essa inexatidão que é estar viva e gargalhar ao seu lado, enquanto você estiver.
Então vem, deita aqui perto de mim pra ver a vida raiar de novo."


Lirian Galinari

.


 

Um comentário: