segunda-feira, 29 de março de 2010

Da janela lateral;

Da janela lateral
Do quarto de dormir
Vejo uma igreja, um sinal de glória
Vejo um muro branco e um vôo pássaro
Vejo uma grade, um velho sinal
Mensageiro natural
De coisas naturais
Quando eu falava dessas cores mórbidas
Quando eu falava desses homens sórdidos
Quando eu falava desse temporal
Você não escutou

(Paisagem da janela - Lô Borges e Fernando Brant)

.


Nenhum comentário:

Postar um comentário