sábado, 20 de fevereiro de 2010

O seu nome;

Eu tenho essa mania besta de desenhar o seu nome, com a minha caligrafia infantil e torta.

Talvez isso me traga um conforto. O calor do seu nome pra despertar mais saudade, através da minha voz.

Como se fosse possível...

Como se eu não perde-se o ar só de olhar você, com aquele ar pensativo, aquela expressão intensa e tão terna, como se esses segundos em que você cola os seus lábios aos meus não fossem gloriosamente forjados, à fogo e desejo na memória.

Como se meu coração não fosse espetado, todos os dias, todos os santos dias, pela falta da sua presença: no meu quarto, no meu edredom, no meu silêncio, na minha felicidade.

E eu olho fixamente pra esse nome, repetido em toda a borda do caderno, pra recordar o meu próprio nome, no calor da sua voz.

 
 
lirian.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário