quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Band aid;


No corpo, ainda o curativo, o esparadrapo grudado na pele, em forma de xis. No corpo, ainda o corte. O talho, o rasgo em quem não pede a dor amenizada, em quem quer a cura definitiva. No corpo, ainda você. Pulsando. Latejando em forma de ferida. De maldita dor que não cicatriza.

Eduardo Baszczyn

.
 
p.siu: é ferida que dói e se sente sim.


 




Nenhum comentário:

Postar um comentário