segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

E eu;



E agora entendo porque tenho lido tanto, Clarice, Caio Fernando, Gaarder.
Ou tenho ouvido tanto, Takai, Engenheiros, Hermanos.
Ou ainda, porque tenho assistido tanto a chuva cair, formando riscos molhados sobre o vidro da janela.
Dei a essa combinação de momentos o nome de conhecimento.
Conhecer e conectar o que existe em mim.
Um alguém que começa a entender o que se passa do lado de fora desse mesmo alguém.




Nenhum comentário:

Postar um comentário