terça-feira, 8 de dezembro de 2009

MêMê"



Em síntese, é esse animal de teta acima.
Na íntegra, é uma das minhas maiores paixões.
Essa mireira, canhota, torta e alucinada cruzou o meu caminho no primeiro dia de aula
no falecido Concórdia (hoje Ulbra), na aula de matemática
(do carrasco Werneck), o tipinho hipongo tava usando um brinco gigantesco e esse cabelo loiro esquisito balançando de um lado pro outro.
Quer saber como a química rolou?
(eu sei que não, mas vou escrever do mesmo jeito)
Ela contou uma piada que eu não entendi, mas dei risada.
O resto da história, nossa história, não daria pra contar nem em todas as páginas desse blog.
Assim como não daria pra contar aqui, nem se eu me esforçasse até a morte
o tamanho do amor que eu tenho por ela.
É amor demais da conta!!!


Só ela sabe ser ela
essa ariana torta e tonta
pela qual eu sou completamente e assustadoramente apaixonada
(na foto, Badú, nosso filho halogenado)

Mêmê, sodade.

Da sua porquinha-vaca-galinha-irmã
Riria!
(aaaaaaaaaa Riiiiiiiiiiriiiiiiiiiiia!)


p.siu:
Memê diz: Riria, se for todo mundo pra república, eu quero ficar no teu quarto...
Lih diz: Porquê, Mê?
Memê diz: Só pra ver Polinha e Carol se matando no outro quarto, quero é ver o circo pegar fogo...
(risos)

p.siu 2: Me fez chorar muitas vezes assistindo o dvd dos Paralamas,
me fez rir várias vezes dizendo: "Uai, Riria!",
e me mata de saudades todos os dias,
desculpa lora, sodade, né...

Nenhum comentário:

Postar um comentário